Desde a instituição da CPA no UNIPAM no ano de 2004 até o ano de 2018 houveram 15 portarias de nomeações / reconduções e substituições de seus membros, contendo toda a representatividade exigida pelo Art. 11 da nº 10.861/2004, com segmentos da comunidade universitária e sociedade civil organizada. Abaixo estão listadas a relação de portarias mencionadas:

  • Portaria n° 300 de 11 de junho de 2004
  • Portaria n° 444 de 19 de setembro de 2005
  • Portaria n° 535 de 03 de abril de 2006
  • Portaria n° 709 de 23 de maio de 2007
  • Portaria n° 934 de 07 de outubro de 2008
  • Portaria n° 1.215 de 12 de maio de 2010
  • Portaria n° 1.267 de 04 de setembro de 2010
  • Portaria n° 1.281 de 17 de novembro de 2010
  • Portaria n° 1.406 de 18 de outubro de 2011
  • Portaria n° 1.543 de 31 de agosto de 2012
  • Portaria n° 1.599 de 08 de maio de 2013
  • Portaria n° 1.720 de 26 de fevereiro de 2014
  • Portaria n° 1.877 de 07 de abril de 2015
  • Portaria n° 2.308 de 01 de março de 2018
  • Portaria n° 2.346 de 09 de abril de 2018

Apesar da legislação federal do SINAES ter sido regulamentada em 2004, o UNIPAM possui históricos de avaliação institucional desde o ano de 1996 onde houve a avaliação do desempenho docente no curso de Administração e iniciativas de avaliações setorizadas para identificar oportunidades de melhoria na instituição.

No ano de 2000 foi realizada em todos os cursos avaliação contemplando docentes e discentes e em 2001 foi criado o NAI – Núcleo de Avaliação Institucional, subordinado a Pró-Reitoria de Ensino, Pesquisa e Extensão que assumiu as ações de avaliação docente e discente e promoveu a capacitação de recursos humanos para desenvolver o Projeto de Trabalho da Avaliação Institucional no UNIPAM, além de coordenar as várias etapas da sua efetivação. Sendo o Regulamento Interno do NAI aprovado pela Resolução CON/UNIPAM Nº 38/2002. Em 2003 o NAI conduziu além da avaliação desempenho docente e percepções discente a abrangência da imagem do Centro Universitário perante a comunidade acadêmica.

A partir do ano de 2006, já considerando a estrutura de CPA, foram implantadas as soluções de avaliação / autoavaliação em plataformas web, o que naturalmente evoluiu para os sistemas implantados atualmente na plataforma do portal acadêmico do UNIPAM.

A partir do primeiro semestre de 2015 a CPA juntamente com a Pró-Reitoria de Ensino, Pesquisa e Extensão implantaram o NPS – Net Promotor Score – um novo modelo de avaliação dos cursos, professores e instituição, agregando este indicador às avaliações institucionais que já contemplavam as dimensões exigidas pelo SINAES. O NPS, também conhecido como a pergunta definitiva foi criado nos EUA por Fred Reichhelde se destaca pela facilidade, flexibilidade e confiabilidade no processo de mensuração do grau de satisfação e fidelidade das partes interessadas.

Resumidamente o NPS no Unipam questiona ao público alvo qual seria a nota atribuída ao professor, disciplina, curso e instituição em um escala de 0 (zero) a 10 (dez), dividindo assim as notas em detratores, neutros e promotores. O resultado do NPS se dá pela subtração dos promotores menos os detratores. Nos últimos três anos a participação neste processo avaliativo está em torno de 60% dos públicos alvos avaliados.

Neste período de implantação e amadurecimento da avaliação institucional do UNIPAM, podemos citar inúmeras intervenções internas e ações na comunidade que foram demandadas a partir da análise crítica dos resultados obtidos, tais como:

  • Redimensionamento, adequações e aumento nas vagas de estacionamento do campus;
  • Instalação de sistema de monitoramento por vídeo câmeras;
  • Apoio à criação de diretórios acadêmicos para os cursos de graduação;
  • Ação continuada de equipar e adequar laboratórios para atender com excelência as demandas de aulas práticas;
  • Suporte as coordenações de cursos quanto aos pontos mais recorrentes de feedbacks dos discentes com relação à didática dos professores. Neste ponto em particular as coordenações adotam ações de cunho geral junto ao colegiado e também ações pontuais com os docentes;
  • Ação de incentivo e promoção de visitas/encontros técnicos para todos os cursos de graduação.